Contato:   Gravataí: (51) 3488.3488

Chineses fazem oferta por conceito inovador brasileiro

Novembro 2020

Nem mesmo a pandemia foi suficiente para afastar o interesse da China em investir no mercado brasileiro. Ainda às voltas com a crise sanitária, a construtora Brosz, sediada em Paulínia, no interior de São Paulo, recebeu proposta de um grupo de investidores chineses interessados em comprar uma inovação desenvolvida pela empresa para o mercado de Light Steel Frame (LSF) nacional.

A novidade criada pelos brasileiros leva o nome de 'Supernova Casa Americana' e atinge em cheio o gargalo dos projetos de LSF no país: carência de profissionais especializados, capazes de atender às companhias contratantes com agilidade e eficiência. Os termos e valores da proposta são mantidos sob sigilo, mas a previsão é que a empresa termine as tratativas em meados de setembro.

“Projetamos um modelo de licenciamento que é livre de royalties ou pagamentos fixos e mensais. Visamos oferecer suporte técnico diretivo nos projetos, os quais mitigam riscos, patologias e desperdícios na execução das edificações. Para solucionar os problemas de treinamento, realizamos todo o acompanhamento presencial e on-line”, explica Nilton Machado, gestor de projetos da Brosz. "Trata-se de um dos ineditismos na área de construção, uma vez que um time especializado fará as análises remotamente, com apontamentos e possíveis correções nos projetos. Também desenvolvemos a assessoria na captação e capacitação dos profissionais."

Com investimento inicial de R$ 90 mil, os números do modelo de licenciamento são promissores, mesmo em tempos de pandemia. Até o final deste ano, a empresa espera fechar 30 licenças. Até dezembro de 2021, a expectativa é de chegar a 150.

A empresa já possui mais de 60 construções realizadas em todo o país e a união de fatores como a redução de custos, o apelo ecológico e a agilidade na entrega, em comparação com obras de alvenaria, é a aposta para o crescimento. Entre as facilidades da 'Supernova', afirma Machado, está a melhoria de qualidade nos insumos, bem como a oferta de preços com condições mais atrativas do que os aplicados no mercado. De acordo com a Brosz, isso gerará um ponto de apoio para o fortalecimento comercial dos licenciados ligados à marca.

Machado também explica que os investidores chineses têm como objetivo desenvolver a maior rede de construção a seco do Brasil. "Os estrangeiros desejam trazer insumos imprescindíveis ao sistema brasileiro, como placas, mantas, parafusos, conectores e outros produtos, aquecendo a cadeia de negócios do mercado de construção civil", afirma.

Fonte: http://www.grandesconstrucoes.com.br/Noticias/Exibir/chineses-fazem-oferta-por-inovacao-em-conceito-light-steel-frame-criado-em-paulinia-sp
Galeria
1
Notícias Romac
  Nós ligamos para você.
Não fique com dúvidas sobre produtos ou serviços Romac. Deixe o seu contato que um representante entrará em contato com você o mais rápido possível.




Nós ligamos para você.
Não fique com dúvidas sobre produtos ou serviços Romac. Deixe o seu contato que um representante entrará em contato com você o mais rápido possível.




Romac News
n°13
Serviços de
Financiamento

Compre seu equipamento sem dores de cabeça com a Romac.

Enviar

RS
Gravataí:
(51) 3488.3488